Portal de Notícias

Que tipo de aluno é você na faculdade? – Conheça os principais perfis baseados no teste do Eneagrama


Todos nós temos traços específicos de personalidade que nos influenciam em diversas fases da vida. Seja na infância, na faculdade ou na carreira, nossos impulsos e jeitos são ótimos guias para entendermos mais sobre nós mesmos.


Na faculdade, por exemplo, isso pode dizer muito sobre como você aprende, estuda e aplica esses conhecimentos, podendo também te ajudar a impulsionar seus resultados.


Dessa forma, o autoconhecimento é uma ferramenta única e muito útil para os estudantes de Medicina. A partir dele, você poderá planejar e executar seus estudos de forma mais assertiva e coerente com seu jeito de ser.


Pensando nisso, separamos aqui os 9 tipos de personalidade segundo o teste do Eneagrama e o que isso quer dizer sobre o tipo de aluno que você é na faculdade. Confira!


Tipo 1: Perfeccionista


Os alunos do tipo 1 costumam ser estudantes muito disciplinados, organizados e responsáveis. Estão sempre focados no que há para ser corrigido, podendo muitas vezes demonstrar um comportamento pessimista por focarem muito no que está errado, e não nos resultados positivos.


Para a Medicina, esses alunos são ótimos cirurgiões, pois estão sempre preocupados em fazer o melhor possível, muitas vezes reprimindo seus impulsos e desejos para manter uma postura exemplar.


Entretanto, é muito importante para os perfeccionistas que aprendam a se aceitar mais e a silenciar as críticas internas para que possam viver bem consigo mesmos.


Tipo 2: Doador


Os alunos do tipo 2 são ótimos em trabalho de equipe. São generosos, atenciosos e colaboradores, sempre focados no que os outros precisam e como podem ajudar a resolver seus problemas.


Costumam fazer de tudo para ajudar o próximo, muitas vezes até silenciando seus próprios desejos e necessidades.


Para a Medicina, são profissionais perfeitos para o cuidado nas UTIs, pois estão sempre dispostos a demonstrar empatia e generosidade para com seus pacientes, envolvendo-se em suas histórias e aflições.


Como desafio, precisam, entretanto, aprender a respeitar seus limites e a própria saúde.


Tipo 3: Realizador


Autoconfiantes, energéticos e extremamente eficientes, os alunos do tipo 3 costumam ser muito focados e atuantes.


Gostam de colocar as atividades em prática, de atingir metas e superar desafios, sempre buscando aprimorar suas habilidades.


Para a Medicina, são ótimos na área de emergência, pois estão sempre prontos para agir. Entretanto, podem acabar se mostrando muito ambiciosos, impacientes e viciados no trabalho.


Por isso, devem aprender a diminuir o ritmo e ir com calma pelo bem de sua própria saúde mental.


Tipo 4: Individualista


Os alunos do tipo 4 costumam ser muito criativos e emotivos. Tendem a demonstrar uma postura calma e tranquila, mas estão sempre buscando se destacar de alguma forma.


São muito intuitivos, inquietos e inseguros, tendo como hábito a comparação com os outros e, por isso, o desapontamento consigo mesmo.


Para a Medicina, são profissionais criativos e muito afetuosos, se dando bem em áreas como a geriatria, por exemplo.


Como principal desafio, precisam aprender a confiar mais em si mesmos e a apreciar suas próprias conquistas.


Tipo 5: Observador


Os observadores são pessoas muito analíticas, inteligentes e cheias de boas ideias. Estão sempre buscando respostas na observação e, por isso, costumam ser estudantes muito empenhados e reservados.


Buscam o silêncio e a privacidade para se sentirem mais confortáveis, sendo muitas vezes tímidos e autossuficientes.


Para a Medicina, são ótimos nas áreas de pesquisa, podendo facilmente se destacar no desenvolvimento de novos tratamentos, vacinas e imunizantes. Como desafio, precisam aprender mais a trabalhar em equipe e a aceitar a opinião do próximo.


Tipo 6: Questionador


Para os alunos do tipo 6, a característica mais importante é a lealdade. São muito fiéis aos seus parceiros, convicções e ideais. Costumam ser pessoas muito cautelosas e cooperativas, destacando-se facilmente no trabalho em equipe.


Para a Medicina, se destacam em funções em hospitais, onde poderão compor os grupos de atuação e estarão sempre preocupados com seus parceiros.


Entretanto, por levarem a lealdade muito a sério, costumam ser pessoas muito desconfiadas e inseguras, tendo como principal desafio combater suas dúvidas e incertezas.


Tipo 7: Entusiasta


Os alunos entusiastas são pessoas inovadoras, divertidas e muito energéticas. Costumam sempre buscar a alegria e o conforto nas situações, tendo tendências à procrastinação e à perda de foco.


Buscam sempre alegrar as pessoas a sua volta e a se cercar de companheiros com alto astral.


Para a Medicina, são ótimos pediatras, pois têm a energia e a empatia necessárias para se relacionar bem com os mais jovens.


Entretanto, como principal desafio, precisam aprender a se comprometer mais e a reconhecer os limites de cada um.


Tipo 8: Controlador


Para os alunos do tipo 8, a determinação e a autenticidade são levadas muito a sério. Costumam ser pessoas muito resolutas, decididas, que sabem o que querem e que vão atrás de seus objetivos.


Costumam tomar a dianteira nas ações em grupo e gostam de estar no controle das situações.


Para a Medicina, aparecem como excelentes líderes, buscando sempre atingir resultados e resolver problemas.


Entretanto, podem ser muito dominadores e fugir da vulnerabilidade, o que muitas vezes acaba causando antipatia naqueles que estão sob seu comando.


Tipo 9: Pacifista


Os alunos do tipo 9 são extremamente pacientes e tranquilos. Estão sempre buscando o equilíbrio e a resolução de conflitos, preferindo atuar em situações familiares e que os mantenham na zona de conforto.


Para a Medicina, podem ser professores muito bons, pois estão sempre buscando manter a paz e dar o seu melhor para os outros. Como desafio, precisam aprender a dizer “não” e a expressar melhor o seu próprio ponto de vista.


Agora que você já descobriu mais sobre o seu perfil como aluno, que tal se aprofundar em outros conteúdos da faculdade de Medicina?


Confira já mais sobre o Internato, uma das fases mais importantes na formação dos futuros médicos. Aproveite também para nos seguir nas redes sociais e ficar por dentro de todas as novidades da Humanitas.

87 visualizações