Portal de Notícias

Qual a importância da oratória para os profissionais da saúde?


A oratória é a habilidade de falar em público de forma clara e objetiva para informar, convencer ou entreter os ouvintes. Falar bem é algo necessário em todas as carreiras, mas você já pensou qual a importância da oratória para os profissionais da saúde?


A comunicação eficiente de médicos, enfermeiros e demais pessoas que atuam na área é algo fundamental na hora de conversar com pacientes e familiares, criando uma relação de confiança entre as partes.


Além disso, a área médica, sempre em constante atualização, costuma ter uma série de congressos, simpósios e encontros da classe, nos quais os profissionais fazem palestras e apresentam trabalhos para o público, sem contar as conversas com plateias leigas (profissionais que são referência costumam ser convidados para palestras em escolas, por exemplo).


O que é ser um bom orador?

A oratória existe desde a Grécia antiga. Aristóteles, pensador célebre do período, dedicou parte de seus estudos ao desenvolvimento do que por muitos é considerado uma arte: o dom da oratória. Para ele, essa habilidade tornaria mais simples a comunicação e transmissão de conhecimentos.


Uma boa oratória inclui a capacidade de persuasão e argumentação. Algumas pessoas são mais extrovertidas e têm facilidade de se comunicar, mas mesmo quem tem um perfil mais introspectivo e lida com a timidez pode aprender técnicas para aprimorar a oratória.


Ao conversar com alguém, é preciso levar em conta uma série de fatores: tom de voz, expressão corporal e pausas durante a fala influenciam na recepção da mensagem e são importantes para transmitir segurança e autoridade.


Dicas para uma oratória eficiente e assertiva

  • Seja um bom ouvinte: antes de falar, esteja disponível para ouvir com calma o paciente. Um relato detalhado ajudará a avaliar as causas e possíveis soluções para o problema que o trouxe ao consultório ou hospital;

  • Utilize uma linguagem clara, evitando jargões e termos técnicos. Como o perfil dos pacientes varia muito, parta da suposição que ele não está familiarizado com as expressões comuns na área de saúde;

  • Seja simpático e empático: todos sabem que a rotina da Medicina é intensa e o estresse faz parte do dia a dia, mas procure manter a educação e a simpatia no contato interpessoal;

  • Olhe nos olhos do paciente e demonstre sua disponibilidade para entender e ajudar. Tenha um cuidado especial quando precisar dar más notícias para pacientes e parentes, tendo tato e sensibilidade na abordagem;

  • Certifique-se de que o paciente compreendeu claramente as informações que você passou durante a conversa, para que ele possa sair do consultório ou hospital sem dúvidas em relação ao tratamento e medicação, por exemplo.


Tenha uma oratória original

Essas são apenas algumas maneiras de criar uma oratória eficiente. Cada pessoa tem seu próprio jeito de transmitir uma mensagem, e essas características próprias também devem ser valorizadas, afinal, somos todos diferentes e não há uma fórmula exata para cativar determinado público.


Com o tempo, cada profissional de saúde consegue se aperfeiçoar e encontrar o seu tom ideal, imprimindo sua personalidade e criando uma marca própria.


Conseguiu perceber a importância da oratória para os profissionais da saúde? Fique por dentro do mundo da Medicina em nosso blog. Aqui você encontra conteúdos como: dicas de podcasts, futuro profissional e vestibular. Aproveite para nos seguir também nas redes sociais.

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo