top of page

Portal de Notícias

Psiquiatria: saiba mais sobre essa especialidade da Medicina


Silhueta do rosto humano formada por peças de quebra-cabeça coloridas

A psiquiatria trata da identificação, diagnóstico e tratamento de doenças mentais. Quer saber mais sobre como é a residência e carreira da especialidade? Acompanhe a partir de agora.


O psiquiatra atua no no tratamento de desordens mentais, como depressão, ansiedade, bipolaridade, estresse pós-traumático, transtornos alimentares, esquizofrenia, transtorno obsessivo-compulsivo, transtornos de humor e autismo, entre outros quadros.


É uma especialidade que vem sendo cada vez mais valorizada. Relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2022 indicava que quase um bilhão de pessoas viviam com um transtorno mental em 2019. Após a pandemia de Covid-19, as autoridades de saúde apontam um aumento considerável de casos relacionados à saúde mental. Ao mesmo tempo, os estigmas e preconceitos diminuem, com uma maior conscientização da população sobre o assunto.


Segundo a Demografia Médica de 2023, o país conta com 13.888 psiquiatras, o que equivale a 2,8% do total de médicos. É a 11ª especialidade com maior número de profissionais e teve uma taxa de crescimento de 83,8%, entre 2012 e 2022.


Residência médica em psiquiatria


A residência em psiquiatria tem acesso direto e duração de três anos, com carga de 60 horas semanais.


Segundo o Programa Mínimo para Residência Médica em Psiquiatria da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), a programação didática do 1º ano inclui ciências básicas, avaliação diagnóstica e terapêutica (biológicas e psicossociais), além de treinamentos e estágios desenvolvidos em enfermaria, clínica médica, neurologia, ambulatório e emergência psiquiátrica.

No 2º ano, a parte teórica envolve disciplinas como psicopatologia, psicoterapia, psiquiatria da infância e adolescência, abuso e dependência de drogas. Na prática, os médicos têm treinamentos em psicoterapia, emergência psiquiátrica, interconsulta e ambulatório (ou CAPS ou NAPS), nos quais desenvolve as áreas de dependência química, psiquiatria geriátrica, psiquiatria da infância e adolescência, psiquiatria geral, esquizofrenia e transtorno do humor.


O último ano da residência médica em psiquiatria compreende teoria acerca de psiquiatria geriátrica, psiquiatria forense, epidemiologia psiquiátrica, psiquiatria comunitária, conhecimentos gerais e metodologia científica. A parte prática envolve ambulatório, treinamento em psicoterapia e reabilitação. Em todos os anos, o estágio é optativo, a critério da instituição.


No edital Enare de agosto de 2023, foram oferecidas 92 vagas de Psiquiatria, distribuídas entre 25 hospitais participantes do Exame Nacional de Residência Médica.


Mercado de trabalho em psiquiatria


A psiquiatria é uma especialidade clínica que envolve contato intenso com os pacientes e também com outros profissionais, em tratamentos interdisciplinares ao lado de psicólogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais, entre outros.


O psiquiatra precisa ter habilidades como: excelente comunicação, empatia, sensibilidade, compaixão e paciência. Como a rotina envolve longas conversas com os pacientes, o profissional também necessita de um poder de observação aguçado.


Após a conclusão da residência, o médico pode atuar em emergências hospitalares, enfermarias, ambulatórios, Centros de Atenção Psicossocial, fazer interconsultas e seguir nas áreas pericial e acadêmica. Com o passar do tempo, pode avaliar a abertura do próprio consultório, quando tiver clientela.


Outra opção é fazer uma subespecialização em áreas como psiquiatria geriátrica, psiquiatria forense, psiquiatria da infância e da adolescência, psicoterapia e medicina do sono, todas reconhecidas pela ABS.


Então, o que achou da área de psiquiatria? Saiba mais sobre as carreiras em anestesiologia, oftalmologia, cardiologia e dermatologia no nosso blog.

13 visualizações

Comentários


bottom of page